Apresentação

O teatro de Fernando Pessoa tem sido objecto de recentes edições críticas, tanto em papel, como em formato digital. As peças do Teatro Estático foram publicadas num volume editado por Filipa de Freitas e Patricio Ferrari. Outra parte crucial do teatro de Pessoa é a sua reinvenção da lenda de Fausto, que teve agora a sua primeira edição com aparato crítico-genético, preparada por Carlos Pittella. Defendendo a não-linearidade intrínseca do Fausto, esta edição complementa-se com o projecto «Fausto: uma existência digital» (CET-FLUL), que será disponibilizado na internet. Estas três iniciativas convidam-nos, neste colóquio (21 de junho de 2018), a revisitar a obra dramática de Fernando Pessoa e a repensar a sua relação com outros universos literários, como o simbolismo francês e o modernismo russo, e com outros autores que influenciaram a sua criação, nomeadamente Goethe, Marlowe, Maeterlinck e Shakespeare.

q.png

Advertisements
Panel 1

Programa

21 de junho
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
Sala B. 3

Hora
10.00h  10.45h Conferência de Abertura Eduardo Lourenço
10.45h  11.15h Intervalo
11.15h  13.00h Teatro Estático, Simbolismo Francês e Modernismo Russo Filipa de Freitas/Patricio Ferrari (CET/FLUL e Rutgers University), «O Teatro Estático de Fernando Pessoa»
Nicolás Barbosa-López (Brown University), «Pessoa e o drama russo: leituras e influências na primeira fase do teatro estático»
Patrícia Taborda Silva (CES/Universidade de Coimbra), «O Drama Poético de Fernando Pessoa e de W.B. Yeats e a Tradição do Teatro Simbolista»
Erika Brantschen (Université de Berne), «Fernando Pessoa, leitor de Maurice Maeterlinck: do teatro estático ao drama em gente»
Moderador: Carlos Pittella (CET/FLUL e Brown University)
13.00h  15.00h

Almoço

15.00h  16.15h Fausto pessoano Carlos Pittella (CET/FLUL e Brown University), «Reeditar o Fausto pessoano: o labirinto e o abismo»
John Pedro Schwartz (American University of Malta), «Reckoning Modernity with Fausto and Bernardo Soares»
Rodrigo Xavier (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), «Uma constelação de Faustos: influências da tradição e da tradução na concepção do Fausto de Fernando Pessoa»
Moderador: Jerónimo Pizarro (CET/FLUL e Universidad de los Andes)
16.15h  16.30h Intervalo
16.30h  17.45h Múltiplos Faustos Luísa Cymbron (CESEM/FCSH), «De Gounod a Boito: Fausto no Teatro de S. Carlos»
Fernando Guerreiro (CET/FLUL), «O Fausto como ideia do cinema: F.W Murnau (1926) e A. Sokurov (2011)».
Moderador: José Camões (CET/FLUL)
17.45h  18.00h Intervalo
18.00h  18.30h Fausto e outro teatro digital Jerónimo Pizarro (CET/FLUL e Universidad de los Andes)
Carlos Pittella (CET/FLUL e Brown University)
Filipa de Freitas (CET/FLUL)
José Camões (CET/FLUL)
Nicolás Barbosa-López (Brown University)
Patricio Ferrari (Rutgers University)